MERCADO E NEGÓCIOS

Imóveis: crédito cresce 119% em Alagoas

Em Alagoas, muitas pessoas sonham em adquirir sua própria casa ou apartamento. Como os preços são muito altos para a maioria da população, é muito comum recorrerem ao financiamento imobiliário, que praticamente dobraram com recursos do SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) no estado. No primeiro trimestre de 2021, o valor financiado superou R$ 250 milhões, frente a R$ 114 milhões no mesmo período do ano passado. O crédito foi usado para compra e construção de 1.228 imóveis agora, contra 445 dos primeiros três meses de 2020. Os dados são da Abecip – Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança.

De acordo com Thiago Dantas, diretor da imobiliária TDNI, a pandemia tem sido o melhor momento para financiar imóveis devido aos incentivos governamentais com a redução de juros e taxas que ajudaram a encorajar o promitente comprador a financiar.

Para ele, a dica fundamental é procurar sempre uma empresa especializada que possa auxiliar a compra, questionar quais opções de financiamentos existe para o perfil dele, pois as taxas e condições dependem de cada indivíduo, vínculo empregatício, se é celetista ou estatutário, autônomo ou servidor público, entre outros.

“Existem dados que comprovam que tanto a venda não financiada e a financiada cresceram, no entanto por conta da injeção de recursos no sistema de financiamento habitacional, fica mais atrativo comprar financiado e manter uma boa poupança para novos investimentos”, salientou.

Silvana Monteiro conquistou o sonho da casa própria no meio do ano passado. Ela contou que sempre teve vontade de comprar um imóvel, mas diante das opções apresentadas no mercado ficava distante do seu orçamento. “Comecei a trabalhar por conta própria há cerca de 10 anos e vinha juntando, mas aconteceram alguns imprevistos, só agora que tive a oportunidade de tentar financiar e finalmente consegui, estou muito feliz”, explicou.

Carlos Augusto contou com o auxílio do programa habitacional do governo para assim receber mais descontos e subsídios e garantir sua chave do apartamento. “Alegria é pouco, vivia com meus dois filhos e esposa na casa dos meus pais, sou muito grato, mas queria nossa privacidade, ter um cantinho faz parte dos planos de todos, mais ainda aqueles que precisam pagar aluguel, um saco sem fundo”, garantiu.

O corretor da MRV, Manoel Vitor Paulino, ressaltou que na pandemia houve um crescimento na venda de imóveis financiados, pois com a queda da taxa Selic para 2% ao ano, os bancos começaram a emprestar mais dinheiro, e isso aqueceu o mercado imobiliário, deixando o financiamento mais barato e atrativo. “A linha de crédito que mais fechamos contratos esse ano está sendo a SBPE”, frisou.

“Já tínhamos essa expectativa positiva devido ao ótimo número que fizemos em 2020, no qual mesmo em meio a um cenário de pandemia, conseguimos dobrar a venda dos nossos apartamentos. Seguimos na expectativa de que para este ano, os contratos permanecerão crescendo”, destacou Manoel Paulino.

Segundo o corretor, comprar um imóvel financiado no momento atual não é difícil. “Os bancos estão aprovando créditos melhores e com margens maiores, porém o cliente precisa estar com um perfil de renda adequado e estudar as melhores condições para o imóvel pretendido”, observou.

Manoel Paulino acrescentou que a maioria dos contratos não concretizados e desistências se dão justamente pela incompatibilidade do perfil de renda do cliente com a imóvel desejado. “Fazendo a escolha do imóvel correto para a sua faixa de renda, a aprovação é certa”, completou.

Na MRV é possível encontrar apartamentos com dois quartos para financiamento de 45 metros quadrados em diversos bairros da capital alagoana, dois deles localizados nos bairros do Tabuleiro do Martins e Jardim Petrópolis.

Alta do financiamento no país foi de 112,8% durante a pandemia

O levantamento da Abecip apontou o crédito imobiliário do SBPE avançou 112,8% no primeiro trimestre deste ano no país, quando os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo atingiram R$ 18,35 bilhões em março de 2021, maior volume nominal mensal registrado na série histórica iniciada em 1994. O montante foi 47,4% superior ao registrado em fevereiro e, comparado com março do ano passado (R$ 6,73 bilhões), observou-se crescimento de 172,7%.

No primeiro trimestre de 2021, o montante financiado somou R$ 43,09 bilhões, alta de 112,8% em relação a igual período do ano passado. No acumulado de 12 meses, entre abril de 2020 e março de 2021, o montante financiado somou R$ 146,81 bilhões, alta de 76,1% em relação ao período anterior.

Foram financiados em fevereiro de 2021, nas modalidades de aquisição e construção, 81,9 mil imóveis, resultado 61,8% maior que o de fevereiro. Comparado a março de 2020, observou-se alta de 219,4%, mas neste caso não se pode ignorar os primeiros efeitos da pandemia do coronavírus.

Nos primeiros três meses de 2021 foram financiados, com recursos da poupança do SBPE, 187,6 mil imóveis, resultado 137,3% superior ao do primeiro trimestre de 2020. E em 12 meses, entre abril de 2020 e março de 2021, foram financiados com recursos da poupança 535,3 mil imóveis, resultado 70,8% superior ao do período precedente (313,4 mil unidades).

Fonte: https://tribunahoje.com/noticias/cidades/2021/05/22/imoveis-credito-cresce-119-em-alagoas/

LEIA TAMBÉM


Com crescimento do mercado imobiliário, TDNI lança campanha para captação de imóveis

Líder na preferência dos internautas, a TDNI Empreendimentos & Administração Imobiliária, presente em Alagoas, São Paulo e Distrito Federal, lançou uma campanha de captação de novos clientes e de futuras parcerias com corretores de imóveis. No novo site da empresa, há um campo para o próprio cliente cadastrar o imóvel que deseja negociar, garantindo praticidade e comodidade.

LEIA.MAIS

Thiago Dantas é o corretor de imóveis alagoano com maior influência no setor imobiliário do País

A atuação nos maiores mercados imobiliários do Brasil faz do empresário Thiago Dantas o corretor de imóveis alagoano com maior grau de influência neste segmento. Perito avaliador com um trabalho consolidado e reconhecido no Estado, à frente da empresa líder na preferência dos clientes há 5 anos, ele tem expandido os horizontes e conquistado espaço no coração econômico do País.

LEIA.MAIS